A Literatura & A Bicicleta!

Hoje, sábado, foi o início – de fato – da primavera holandesa. Os termômetros chegaram à marca dos 24 graus Célsius! O dia mais quente do ano – até agora, claro! – Acredito que não teve um  único holandês que não paparicou o dia e o curtiu, bem buiten geniten! E, obviamente, as bicicletas estavam mais serelepes do que nunca! Coloridas, floridas e, mais importante, com os seus condutores sorrindo facilmente! Ah! O Sol! O Sol!
Como neste final de semana, estou no meu templo, fui literalmente acordada pelo amigo Sol. Contudo, muito cedinho: 7h da madrugada! – eu tinha parado de trabalhar às 2 da manhã! – Mas o dia estava radiante! Assim, horas depois, também pedalei serelepe até à vila. No caminho, fui ultrapassada por uma holandesa gracinha, toda empinadinha na bicicleta. Ela estava com os braços cruzados, olhando em volta, admirando o dia, as casas e  os jardins. Fiquei encantada com aquele equilíbrio! – Não era a primeira vez que via aquela proesa. Mas igual àquela, ainda não tinha visto! – E só pensando em fazer o mesmo, quase perdi o equilíbrio da minha bicicleta; e em colocando tal pensamento em prática, o perdi realmente. Ri de mim mesma, e voltei a segurar o guidon.

Imediatamente imaginei com estava Amsterdam e Utrecht, as duas cidades que mais adoro aqui. Nelas, certamente o frenético e coloridíssimo espetáculo com zilhões de ciclistas, como sempre.  Ocorre que na primavera, tudo e todos ficam diferentes! Efeito do Sol, do Sol!
Agora à noitinha, vasculhando pela net, deparei-me com postsque me ofereceram informações muito bacanas,  unindo Literatura à  Bicicleta. Os que mais me encantaram foram os seguintes:

Se o Universo cabe numa casca de noz, o Universo cabe numa biblioteca. A bicicleta leva você lá. Basta ter força e equilibrio. – Gostei demais desse título! (link sobre a famosa praça Dan Square em Amsterdam),
Pedalada poética (link sobre a ciclovia de Portugal, com o asfalto grafado com trechos de Fernando Pessoa), 
Bicicloteca: (link sobre o projeto que levará livros na bicicleta para a comunidade Cidade de Deus, no RJ).

Espero que tenham gostado!
Oops! Já é domingo!  Muito provavelmente o amigo Sol não me acordará às 7h da madrugada! As previsões são de no máximo 15 graus Célsius. Dia nublado e ocasionais chuvas! Ah! Cadê o Sol?! O Sol!

Sobre Josane Mary

O ato de escrever se tranformou numa extensão de mim... https://josanemary.wordpress.com
Esse post foi publicado em Literatura e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

13 respostas para A Literatura & A Bicicleta!

  1. mary karla silva disse:

    Que alegria curtir com você e, lógico, através de suas palavras, o magnífico SOL da Holanda!
    Brilhe o sol da primavera holandesa e inspire sempre as palavras desta nossa doce princesa!
    beijos em seu coração, amiga JO!!!

  2. Antonio Ramiro Fonseca disse:

    Prezada Jô,
    Realmente, curtir uma primavera tão florida quanto a holandesa, somente de bicicleta. É, inclusive, mais poético. Agora, soltar as mãos do guidon, é falta de palmadas! Já imaginou? Com tantas cores, alegria, sorrisos e curtição, sem contar o calor “escaldante” de 24 graus Celsius, e você impedida por causa de travessuras?!
    Bom final de semana e continue tão brilhante, formosa e calorosa quanto a primavera. Ela é a sua estação.
    Abraços Fraternos,
    Ramiro

    • Josane Mary disse:

      Oi, Ramirovisky! Bom domingo!
      ksksks… É que nessa específica integração aos hábitos holandezes, eu ainda não logrei êxito. Mesmo depois de 9 anos! Por isso, sempre que surge a inspiração, tento largar o guidon!
      Aqui, a grande maioria pedala assim. Eles ocupam as mãos para por exemplo: usar o celular & mantén a outra mão no bolso. Ou seguram a sombrinha & mantén a outra mão no bolso – por causa do frio/vento. Ou seguram um engradado de cerveja – que está no bagageiro da bike -, ou uma compra extra, cujo volume seja grande. Ou simplesmente, colocam as mãos atrás do pescoço! Isso vale para crianças, adultos ou idosos! Os holandezes têm “um que” perfeito para andar de bicicleta. Como nós, os brasileiros, temos para o samba! Está no sangue, e é fácil descobrir quem é gringo!
      Tenha uma ótima semana, querido amigo!
      Até o próximo post!

  3. Rowdley disse:

    Me bateu a maior vontade de estar aí com vc.
    Sentir a primavera chegando, pedalar pelo bosque, chegar naquele lago maravilhoso e tomar um vinho! Foram dias inesquecíveis!
    Li a matéria sobre Lisboa. Já inclui no meu roteiro. Vou passar 11 dias em Portugal e adorei a dica.
    Aproveite o resto do domingo…
    Feliz primavera para vc!!!
    Bjs

    • Josane Mary disse:

      Oi, meu querido!
      Que alegria imensa receber a sua visita!
      Perfeito saber que se esbanjará – e fotografará horrores – pedalando com as poesias do Fernando Pessoa!
      Tenha um ótimo dia de Outono, aí no nosso Brasil!
      Muitas saudades e beijos!

  4. Neda Blythman disse:

    Josane
    Muito obrigada pela visita ao meu cantinho virtual. Adorei o seu!
    Ano passado estava na Holanda na primavera, encantador. Visitar Keukenhof foi uma experiência, queria poder levar todas as flores para casa. Para mim, as bicicletas foram um capitulo a parte, vê-las enfeitadas, os detalhes que algumas pessoas colocam nelas. Por outro lado estão as biciletas abandonadas.
    Beijos

    • Josane Mary disse:

      Oi, Neda! Bom-dia!
      Que bacana que gostou! Quando retornar à Holanda, me informe ok? Quem sabe, poderemos nos encontrar!
      Tenha um ótimo dia, aí na Espanha,
      Até a próxima. Grande abraço!

  5. Barbara disse:

    Oi Josane,
    Obrigada pela visita lá no Brasil na Italia. Muito bacana conhecer o seu blog.
    Aqui na Italia também estamos comemorando o início da primavera. Finalmente o sol está brilhando, foi um final de semana lindo aqui na Toscana (inclusive acabei de publicar um artigo sobre isso).
    Até a próxima. Ainda não tive tempo de ler o prefácio do seu livro, estou exausta e agora vou descansar. Passei só para dar um oi.
    abs, Barbara.

    • Josane Mary disse:

      Oi, Barbara!
      Obrigada pela gentileza de vir me dar um “oi”!
      Fico então aguardando pelo seu comentário sobre Mevrouw Jane; espero que goste!
      Tenha uma ótima noite, aí na Itália primaveril!
      Grande abraço e até breve!

  6. Eu disse:

    Precisando de uma revisão esse seu blog. Assassinando o português geral. “holandesa” é com S, meu bem. De onde saiu esse Z? Ui!

    • Josane Mary disse:

      Oi, ‘Eu’, obrigada pela visita e pela ajuda no português! Você está certíssimo (a)!
      Eis uma das desvantagens de ficar muito tempo longe do convívio diário da língua mãe: fácil cometer erros (ridículos) sem perceber.
      Por favor, sinta-se à vontade para me passar outras dicas, ok?
      Tenha um ótimo dia,
      Grande abraço.

    • Josane Mary disse:

      Boa-noite, EU!
      Entro em contato para informar que ambas versões de “Mevrouw Jane” [impressa e digital] já estão disponíveis; demorou um pouquinho mais do que esperado, na verdade.
      Assim, caso tenha interesse em lê-lo, por favor, entre em contato comigo.
      Versão digital: R$ 19,00 ou € 7,93 [na cotação de hoje].
      Versão impressa: R$ 45,00 ou € 18,80 [na cotação de hoje].
      Grande abraço!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s