Livro que inspira

“A educadora Jill Mullin lançou um livro com desenhos, pinturas e colagens criadas apenas por portadores de autismo. Drawing Autism reúne obras de mais de 50 autistas pelo mundo, de anônimos a artistas já profissionais, como Gregory Blackstock, Jessica Park e Ping Lian Yeak.
A ideia de Mullin surgiu quando conheceu Glen, um jovem portador de autismo que adorava desenhar. Com isso, a educadora passou a procurar outros desenhos feitos por autistas e descobriu verdadeiras obras de arte. Assim, decidiu montar um livro que reunisse tudo isso.
Ao conseguir uma editora para publicá-lo, a Mark Batty Publisher, Jill Mullin trabalhou junto a grupos e instituições de apoio ao autismo para encontrar as pinturas que preencheriam as páginas do livro. Assim, pessoas do mundo todo passaram a enviar seu trabalho para Mullin, que selecionou 54 entre os mais de 300 que recebeu.
Além dos desenhos, o livro de 160 páginas traz também entrevistas com os autores, que possuem diferentes idades. Parte da renda arrecadada com sua venda será doada a uma série de instituições que apoiam a arte e o autismo.” [Revista Galileu
A Revista Época divulgou algumas destas pinturas.  Compartilho abaixo as minhas favoritas:
 
Vogels (Birds in Dutch), por David Barth (10 anos), em 2008

Vogels (Birds in Dutch), por David Barth (10 anos), em 2008

 

Leap Years, por Emily L. Williams

Leap Years, por Emily L. Williams

Stone House, por Shawn Belanger, em 2007Stone House, por Shawn Belanger, em 2007

Sobre Josane Mary

O ato de escrever se tranformou numa extensão de mim... https://josanemary.wordpress.com
Esse post foi publicado em Inspiração, livros, Pelo Mundo e marcado , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Livro que inspira

  1. Antonio Ramiro Fonseca disse:

    Eu aplaudo a educadora Jill Mullin e todos que se dedicam á ajudar os portadores de autismo. Eu, ao me aposentar, nos idos anos de 1996, dediquei-me á causas filantrópicas por 8 anos. Iniciei a criação e estruturação de um projeto social, destinado á crianças na faixa etária entre 6 e 8 anos. Entre as 64 crianças assistidas pelo projeto “CASA VIVA”, conseguimos identificar 2 portadores de autismo. Eles são, de fato, diferenciados pelo seu comportamento e potencial. Hoje os dois são pessoas normais, graças aos esfórços e técnicas educacionais, aplicados pela nossa pedagoga.
    Todos devemos nos sensibilizar e participar desta causa.

    Abraços Fraternos
    Ramiro

    • Josane Mary disse:

      Oi, Ramiro, bom-dia!
      Parabéns pelo projeto ‘Casa Viva’ [você é especial!]; espero ter a chance de ouvir tudo a respeito; nosso bate-papo será longo!
      Grande abraço e até o próximo post

  2. Magnólia Moura disse:

    Oi Josane, bom dia!
    Mais uma vez peço autorização para postar em meu blog essa sua postagem, é um tema que interessa a todos especialmente ao educador.
    Bom fim de semana e muita paz.
    Abraço !!!
    Magnólia

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s